O que preciso saber para adotar um doguinho?


Poxa, parabéns pela iniciativa! Nada mais gratificante que querer mudar a vida de um animalzinho para melhor! Mas como sabemos, nem tudo é festa, tem algumas coisas que você precisa saber e ter certeza se realmente quiser adotar um animalzinho.

Vamos a elas?

  • Verifique o seu tempo.

Todo animal demanda tempo, assim como você e eu, ele precisa de muito mais do que apenas comida e água. Ele precisa de atenção, de cuidados, de exercício e mimos. Eles dão algum trabalho? Com certeza, mas tudo o que vale a pena dá.


  • Verifique sua disposição.

Todo animal pode viver em um apartamento pequeno ou grande, desde que, tenha passeios diários uma a três vezes por dia para gastar energia e também fazer suas necessidades. Um cachorro pequeno ou grande, assim como o ser humano precisa fazer exercícios, estimular o cérebro, fortalecer os ossos e até mesmo tomar sol, isso, claro além de uma alimentação de qualidade e balanceada. Assim como nós, se não cuidarmos da nossa saúde, adoecemos, desenvolvemos depressão e muitas outras complicações.


Ah! Inclusive, cachorros adoram fazer amigos, eles interagem de forma diferente que humanos, mas isso não significa que eles não adorem e devam conhecer outros animais e interagir.


  • Verifique sua paciência

Exato, essa mesma. Sabe, quando você compra ou adota um cachorro, seja ele pequeno, grande, novo ou velho, existe um tempo de adaptação. Assim como nós que não confiamos de cara numa pessoa estranha, os animais também levam algum tempo para se adaptar, se acostumar e até a gostar de você. Muita gente não tem paciência para passar por essa fase de adaptação do cãozinho e acaba devolvendo ou até mesmo abandonando. O que é muito triste pro pequeno, que ficou feliz de encontrar um lar, mesmo que ele ainda não demonstre isso.

A adaptação varia caso a caso, um filhote que não sofreu nas ruas, pode se adaptar mais rápido que um idosinho que sofreu traumas para sobreviver. Isso não significa que um é melhor que o outro, apenas que eles têm necessidades diferentes para as primeiras semanas de convívio.

Então, se decidir adotar, esteja preparada/o, pois a adaptação pode ser rápida ou demorada, e isso quer dizer que pode haver bastante choro, alguns objetos roídos, xixis fora de lugar, cocôs que surgem do nada, alguns casos pode acontecer até de o animal não querer comer nos primeiros dias, isso vai melhorando conforme eles vão se acostumando a você, a casa e as rotinas, por isso, é necessário sua disposição e seu tempo.


  • Sua situação financeira

Esse é um ponto delicado, pois obviamente cachorros não precisam de muito para ser feliz, porém, eles trazem gastos, ração, veterinário, vacinas, além do fato de querermos comprar todas as roupinhas, brinquedos e outras bobagens lindas que vemos por aí. Então é importante entender sua situação econômica antes de se comprometer com uma adoção.


  • Verifique a Rotina da Casa

É importante entender qual é a rotina da sua casa, afinal, é lá que o animalzinho vai viver. É importante que todos que moram com você estejam de acordo com a chegada do bichinho, afinal, ele vai ser parte da família. E isso significa que no final, todos acabam cuidando um pouco. Mas não é muito legal, e já vimos casos em que os pais não estavam nem contra nem a favor, e o adotante que levou o animal, não ficava em casa praticamente nenhum momento do dia, e quem acabava cuidando eram os pais. Se você está adotando, é importante lembrar que, eles precisam de cuidados e que você está se responsabilizando por essa vida.

  • Sua situação de vida

E aqui quero dizer, analise sua vida hoje. Ela cabe um animal? Não sabe? Faça algumas perguntas básicas e responda honestamente com sim ou não.

  1. Eu passo o dia todo fora, mas alguém ficaria com ele durante o dia?

  2. Penso em engravidar nos próximos X anos, quando o fizer vou continuar com meu cachorro?

  3. Eu viajo muito, tenho alguém de confiança ou dinheiro para deixar meu pequeno em algum hotel?

  4. Um cachorro vive bastante tempo, se eu me mudar ele vai comigo?

  5. Vou me casar, meu futuro/futura aceita cachorro?

Se você responder não para alguma dessas perguntas, talvez não seja o momento ideal de adotar, quem sabe, se oferecer para fazer um lar temporário ou ajudar de alguma outra forma, não seja uma opção melhor pra você no momento?


  • Não esqueça do amor


Animais também tem sentimentos e principalmente necessidades. Eles não se comunicam como nós, então, nós precisamos parar para entender o que eles estão querendo dizer. Eles precisam gastar tanta energia como nós, eles não entendem o que é estar ocupado e não poder brincar. Eles levam tempo para se adaptar a uma rotina, e eles precisam de muito amor e carinho para serem felizes. Eles podem roer sapatos, pés de mesas, algumas vezes até paredes, eles podem demorar para entender o que podem ou não fazer. Então, não esqueça, que mesmo fazendo coisas erradas, eles vão continuar te amando incondicionalmente e esperam o mesmo amor de volta.


Se chegou até aqui, está quase pronto para adotar seu animalzinho, o Desabandone tem alguns critérios para adoção, que garantem que nossos pequenos vão para lares amorosos e felizes, você pode ver quais são eles aqui.


Se concorda com tudo o que falamos nesse post e ainda clicou no link pra ver nossos critérios, então, você está mais que pronto/a para escolher seu pequeno/a ou grande :) e dar uma vida maravilhosa para ele ou ela.


0 visualização

 Desabandone ​© 2020
Rua Chico Mana 60
Associação Desabandone
CNPJ: 25.313.237/0001-53
Produtos entregues em até 10 dias

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon